9 de abril de 2021
Compartilhe:

Como manter uma boa saúde mental em tempos de pandemia?

 

ilistração da cabeça humana com o cérebroA pandemia de Covid-19 mudou profundamente a rotina das pessoas, exigindo mudanças que para muitos são de difícil adaptação, como o isolamento social, impossibilidade de realizar atividades que sempre fez, uso de máscaras faciais, entre outras.

Como se não bastasse isso, há uma preocupação extra com a instabilidade econômica do país, a incerteza de manutenção do próprio emprego e a impossibilidade de prever se será contaminado se interagir com outras pessoas ou se perderá pessoas queridas para a doença.

Esse cenário serviu de gatilho para a instabilidade da saúde mental do brasileiro, dificultando ter uma boa qualidade de vida ao longo dos meses da pandemia.

O que poucos sabem é que existem hábitos que podem ser adotados para ajudar a manter uma boa saúde mental durante esse tempo de isolamento social e incertezas. Continue a leitura e saiba quais são!

 

Dicas para uma boa saúde mental na pandemia

As dicas para melhorar a saúde mental durante a pandemia envolvem a adoção de novos hábitos no dia a dia, sempre pensando em ter mais qualidade de vida. Confira, a seguir, o que fazer:

 

Consulte um psicólogo

Muitas vezes, não é possível lidar com a situação sozinho e contar com a ajuda de um profissional é essencial para superar adversidades, sintomas de depressão e ansiedade.

Caso seu orçamento esteja apertado para pagar uma consulta, há universidades públicas e particulares que oferecem atendimento gratuito. Outra opção é recorrer a psicólogos que atendam por preços populares.

É importante mencionar que a consulta não precisa ser presencial, existe a possibilidade de realizá-la pela internet. Inclusive, há diversas iniciativas que só atendem online, como a Psicologia Viva.

 

Limite seu tempo acompanhando notícias

É muito importante se manter informado e muitas vezes bate a temida síndrome de FOMO (Fear of Missing Out), que significa medo de estar perdendo algo, de não se atualizar instantaneamente.

O grande problema é que o fluxo de informações é muito intenso e rápido e durante a pandemia há muita notícia não tão boa. É justamente aí que está o perigo: você recebe uma enxurrada de novidades ruins, o que estimula sintomas de ansiedade e depressão.

Por isso, é essencial limitar seu tempo acompanhando notícias: dedique alguns minutos para isso e não o dia inteiro. Além disso, procure selecionar fontes oficiais e confiáveis de notícias.

 

Descanse

O descanso é fundamental para o organismo, afinal, durante esse período o corpo retoma as energias e se sente revigorado, o que contribui para ter um melhor equilíbrio emocional.

Portanto, não abra mão de descansar, ainda que esteja trabalhando em casa e precise ter um bom rendimento. Procure dormir entre seis e nove horas por dia, no mínimo. Se tiver insônia, adote hábitos que estimulam o sono, como a meditação.

 

Fortaleça seu círculo social

Sentir só é uma das principais queixas durante a pandemia, afinal, a maioria das pessoas está em isolamento social em casa há muito tempo. Uma das maneiras de driblar esse sentimento é fortalecer os contatos com seu círculo social.

Para isso, é interessante ligar, mandar mensagens ou fazer videochamadas com seus familiares e amigos, seja para contar novidades ou dar suporte a quem está precisando.

Esses cuidados são pequenos, mas fazem a diferença na vida das pessoas, inclusive na sua, passando a ter uma sensação de apoio, acolhimento e de que não está só.

 

Pratique exercícios

A prática de exercícios libera substâncias, como a endorfina e a serotonina, que dão sensação de bem-estar. Além disso, possibilita ter mais energia, combater a obesidade e garantir maior resistência física.

Existem diversas atividades físicas que podem ser feitas em casa, inclusive. Há a alternativa de comprar ou alugar esteira ou bicicleta ergométrica, fazer ioga, aulas online de dança, entre outras.

 

Faça atividades que lhe dão prazer

É fundamental tirar um dia ou horas para fazer algo que lhe dá prazer e que não seja uma tarefa obrigatória, como o trabalho. Boas dicas são fazer exercícios físicos, escutar música, ler, cozinhar, cuidar de suas plantas, brincar com seus filhos, passear com seu cachorro (sempre de máscara e com distanciamento social), entre outras atividades.

Essas pequenas tarefas podem aparecer simples, mas ajudam a mudar sua rotina e dão sensação de bem-estar justamente por estar fazendo algo por si, que sempre gostou. Valorize e invista mais em si e coisas que aprecia.

 

Evite álcool, tabaco, automedicação e drogas ilícitas

Muitas pessoas recorrem ao consumo de álcool, tabaco, automedicação e drogas ilícitas numa tentativa de escape do estresse, que tem sido comum durante a pandemia. Mas, esse tipo de atitude mais atrapalha do que ajuda.

O motivo disso é simples: quando há redução do estresse, ela é momentânea, o que faz com que se recorra a esses artifícios mais vezes, aumentando a possibilidade de vício e dependência.

Em longo prazo, o consumo de tais substâncias também pode provocar diversos danos à saúde física e mental, com maior suscetibilidade a doenças como as de fígado, pulmão, entre outras.

É por isso que muitos médicos não recomendam o consumo dessas substâncias: o que se faz é substituir um problema por outro, que pode ser que não apareça imediatamente, mas trará consequências graves em médio e longo prazos.

 

Alimente-se melhor

A pandemia pode provocar dois hábitos: comer desregradamente e muito mal ou não se alimentar. Ambos são graves problemas porque tornam o organismo mais propenso à contração de doenças, desestabilizando o sistema imunológico.

Por isso, uma das principais indicações para ter melhor qualidade de vida e saúde mental durante a pandemia é fazer uma alimentação saudável, com consumo de nutrientes essenciais para o organismo.

Dessa maneira, o organismo recebe vitaminas e minerais que são importantes para realizar processos químicos cerebrais, garantindo o correto funcionamento de todo o corpo, bem como da mente.

Caso tenha dificuldade em fazer refeições ricas em nutrientes, uma alternativa é comprar produtos manipulados como os suplementos de vitaminas e minerais, para repor eventuais faltas.

creatina 5g suplemento nutricional 60 saches

Também é interessante investir em produtos naturais para combater a ansiedade, bem como em florais, que são essências de plantas que ajudam a garantir melhor equilíbrio emocional. Alternativa ideal para quem quer fugir de tratamentos com remédios!

 

 

 

 

Deixe seu Comentário
Deixe seu Comentário

dois × dois =

Receba em primeira mão dicas de saúde da Dermo Manipulações.