8 de novembro de 2019
Compartilhe:

Só o filtro solar é suficiente para evitar o câncer de pele?

protetor solarUsar protetor solar é um hábito necessário que ajuda a proteger a nossa pele dos raios ultravioletas emitidos pelo sol. Existem inúmeras campanhas que fomentam a aquisição desse hábito, porém sabemos que nem sempre lembrar de usar o filtro solar é fácil. Um dos motivos para o seu uso é prevenir o câncer de pele, mas será que só isso é suficiente? Nesse post te explicamos um pouco mais sobre o assunto e como é possível se proteger de verdade.

Por que o protetor sozinho não protege?

De acordo com os especialistas, para que o protetor solar facial prevenisse sozinho os efeitos nocivos do sol, a pessoa precisaria passar 40ml do produto na pele. Isso representa um terço da embalagem, o que é algo completamente inviável. Por exemplo, para proteger a família toda, seria necessário usar uma embalagem por dia. Já pensou no gasto?

É por isso que a Dra. Cristina Abdalla, médica coordenadora do Núcleo Avançado de Câncer de Pelo do Hospital Sírio-Libanês, ressalta a importância de aliar o uso do filtro solar a outros meios de proteção. “Muita gente pensa que o uso de protetor solar é suficiente para evitar problemas. No entanto, a principal recomendação é evitar a exposição excessiva, principalmente entre as 10h e 16h”, explica.

Usar chapéus, roupas e óculos também ajudam a proteger a pele e evitam que a pele sofra com a ação dos raios solares, mesmo quando só há mormaço.

Quanto devo passar de protetor solar?

A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda o equivalente a uma colher de chá de protetor solar FPS de no mínimo 15 para o rosto e 3 colheres de chá para o resto do corpo. É importante ressaltar que esta quantidade deve ser reaplicada após 2h, isso significa que a proteção não vale para todo o dia.

Quem deve redobrar os cuidados?

Existem muitos tipos de câncer de pele, mas é importante ressaltar que a probabilidade de desenvolver a doença é maior em indivíduos com pele, olhos e cabelos claros, aqueles que tem sardas ou pessoas que tenham histórico de câncer na família.

Em todo caso, segundo pesquisas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), esta doença é o tipo de câncer mais frequente no Brasil e corresponde a 25% de todos os casos de tumores malignos registrados no país.

Como você pode se prevenir

O autoexame ainda é a forma mais eficaz de prevenção, além do que já falamos aqui, por isso, antes de mais nada examinar o próprio corpo e usar a regra ABCDE ajuda a avaliar se há alguma lesão de pele e pintas que podem sinalizar algum possível câncer de pele.

Ao usar esse método para analisar suas pintas, sempre observe se elas possuem uma ou mais características:

A – ASSIMETRIA: quando uma metade da pinta não se parece com a outra. A pinta benigna geralmente é simétrica.

B – BORDA: se ela é irregular e mal definida.

C – COR: quando há vários tons de cor em uma mesma pinta. A lesão benigna geralmente é de apenas uma cor.

D – DIÂMETRO: pintas benignas têm, em média, menos de 6mm.

E – EVOLUÇÃO: perceba se sua pinta sofreu algum tipo de modificação ao longo do tempo.

polypodium-leucotomos-o-protetor-solar-em-capsulas

Para te ajudar a se proteger contra os efeitos nocivos do sol, a Dermo Manipulações possui protetor solar em cápsulas, que facilita muito a rotina de quem sempre esquece de usar o protetor solar convencional.

Dê uma olhada e comece a mudar seu jeito de se proteger do sol!

 

 

 

Deixe seu Comentário
Deixe seu Comentário

doze + 17 =

Receba em primeira mão dicas de saúde da Dermo Manipulações.